Dilma defende, na ONU, a neutralidade da Rede

Dilma defendeu no seu discurso de abertura da Assembléia Geral da ONU hoje(24) os seguintes princípios para a Internet. Ressalta-se a centralidade da neutralidade da Rede no discurso. Com esse posicionamento no âmbito internacional, o Governo brasileiro manda o recado de que será favorável à neutralidade também internamente, contrariando interesses inclusive de parte do próprio Governo, no caso o interesse das teles pela quebra da neutralidade. Mas a batalha não está ganha. O lobby das teles é muito poderoso e tem forte influência no Legislativo. Sem a luta dos cidadãos conectados não conseguiremos assegurar este direito.